Mensagens

1ª. Mensagem da CEC / Abril de 2019 Não é do meu jeito, Jonas 4.10

Mens_CEC1_abr_19 (491 downloads) Mens_CEC1_abr_19 (353 downloads)

Quem não conhece a história do profeta Jonas, que, ao receber uma missão de Deus para levar uma mensagem ao povo de Nínive, resolveu fugiu para outro lugar, recusando- se a cumprir a missão que Deus havia lhe designado? Essa fuga findou se tornando uma catástrofe para as pessoas que estavam no mesmo navio em que ele fugia, sendo inevitável, a certa altura, que fosse jogado ao mar, para evitar uma catástrofe ainda maior. Deus, por sua infinita misericórdia, enviou um grande peixe, para que, por meio de um milagre, preservasse Jonas, a fim de fazê-lo cumprir a sua missão.

O profeta Jonas retrata o homem que quer que as coisas sejam feitas do seu ponto de vista.
1. Para esse tipo de pessoa, suas definições justificam as decisões que toma, não importando se foi Deus ou seus líderes que definiram (Jonas 4.2).
2. Essa pessoa não quer estar no propósito de Deus, mas no seu próprio propósito.
3. O egoísmo é levado em consideração nessas decisões.

Não diferente de Jonas, que fez uma análise de vida e missão quando estava no ventre do grande peixe, precisamos analisar como estamos lidando com a missão dada a cada um de nós.
1. Todos nós que servimos ao Senhor temos uma missão semelhante à do profeta Jonas, registrada em Mt 28.19,20: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações […] ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei”.
2. Assim como aconteceu ao profeta, nenhum motivo pode ser apresentado a Deus como justificativa para não cumprir a missão.
3. Assim como Nínive, existem pessoas dependendo de nós para ouvir sobre Jesus Cristo e terem a oportunidade de se arrependerem (Romanos 10.13).
4. Jonas precisou percorrer toda a cidade para cumprir a sua missão. Se não o fizesse, sua missão teria sido incompleta (Jonas 3.3).
• De maneira análoga, focar apenas na evangelização, num método de evangelismo, não havendo a continuidade com o discipulado, indica que a missão nos dada por Deus não está sendo inteiramente cumprida.
5. Se não estamos cumprindo a missão é porque não atendemos ao chamado de Deus e não obedecemos a Sua ordem.
6. Não temos a ideia dos resultados que serão obtidos, ou seja, se haverá arrependimento, conversão, reconciliação, milagres etc. O importante é executar a missão que Deus nos deu.

Deixe seu comentário