Mensagens

1ª. Mensagem da CEC/julho de 2019 Ele não Está Morto, Já Ressuscitou

Mens_CEC1_jul_19 (468 downloads) Mens_CEC1_jul_19 (289 downloads)
A fé é natural na vida humana. Existem pessoas que têm tanta fé, que acreditam no “nada”, dizendo-se ateus. Outros têm fé em líderes religiosos que já morreram, mas mesmo assim são venerados. Entretanto, nenhum deles pode ser reconhecido como aquele que ressuscitou dentre os mortos. Somente Jesus venceu a morte.

I. A gloriosa ressurreição de Jesus (João 21.1-14).
Jesus aparece aos Seus discípulos, sem sombra de dúvidas, ressuscitado. O impossível aconteceu quando Ele rompeu o poder do pecado e da morte ao ressuscitar (1Coríntios 15.55-56). Nós não servimos a uma pessoa que simplesmente liderou um movimento e morreu. Nós servimos ao Deus Vivo que ressuscitou dentre os mortos, dando-nos salvação e libertação (Romanos 6.9-10; João 15.13).

II. Jesus venceu a morte e o pecado (Romanos 5.12).
A morte se abateu sobre a humanidade por conta do pecado original de Adão e Eva. Mas, através da morte e ressurreição de Jesus Cristo, alcançamos, pela graça divina, perdão para os nossos pecados e salvação para a nossa alma. A morte e o pecado não têm mais poder sobre nós (Romanos 5.17; 1Coríntios 15.22).

III. Com Cristo, também triunfamos sobre a morte (Hebreus 2.14-15).
Ao recebermos Jesus Cristo como nosso Salvador, também triunfamos com Ele sobre a morte. Na vida de um servo de Deus, a morte não tem mais o sentido de aniquilação, mas sim de passagem para a eternidade, no céu (Apocalipse 1.18). Não somos levados por anjos da morte, mas somos conduzidos pelo próprio Deus (Ezequiel 18.23; Salmos 116.15).

Esses resultados e promessas que os salvos usufruem estão disponíveis a todos. Para usufruírem, devem  reconhecer sua situação de separação espiritual de Deus, e crerem em Jesus Cristo, recebendo-O como seu Salvador e Senhor.

1 comentário

Deixe seu comentário