Mensagens

3ª. Mensagem da CEC / agosto de 2018 Corações ardentes, Lucas 24.32

CEC3_ago_18-1 (386 downloads) CEC3_ago_18 (362 downloads)

Quando os discípulos de Emaús perceberam que era Jesus que estava com eles, Este desapareceu. Eles disseram um ao outro: “Porventura não ardia o coração quando pelo caminho nos falava, e quando nos abria as Escrituras”? Os discípulos souberam que tinham estado com Jesus por causa do fogo dentro deles.

Perguntemo-nos até que ponto somos realmente “companheiros do caminho” de Jesus em nossa vida pessoal, na família, na célula, como discipulador, como igreja?

I. CORAÇÕES ARDENTES

  • O diferencial daqueles que conhecem a Cristo é o ardor no coração. Deus revela a Sua vontade, enviando uma tocha à sua alma. Noé, Abraão, Moisés, Josué, Davi, Jeremias, Isaías, Neemias, Paulo e vários outros tiveram seus corações ardendo e isto foi a motivação para fazerem a obra de Deus. E nós? Por que ainda não estamos fazendo algo para expandir o Reino de Deus?

O FOGO QUE ARDE EM VOCÊ?

  • Quer conhecer a vontade de Deus para a sua vida? Então responda: O que lhe faz arder o coração? Cumprir o ide de Jesus evangelizando e discipulando a pessoa ganha? Cuidando dos novos que chegam à igreja? Liderando uma célula? Fazendo missões nacionais ou transculturais? Por que ainda não estamos fazendo? Que fogo consome você?
  • Jesus veio para fazer você pegar fogo! Ele passeia como uma tocha, de coração para coração, aquecendo o frio, descongelando o gelo e avivando as cinzas. Ele quer iluminar-lhe o rumo.

 

  1. REACENDENDO O FOGO NO CORAÇÃO
  • De acordo com o exemplo dos discípulos de Emaús, também precisamos dessa experiência. O ardor do coração os impulsionou. Com esse ardor renovado pela presença e proximidade com o Ressuscitado, seus olhos se abrem, seus corações se ampliam. Agora, o novo ardor se espalha, sai do coração e atinge a mente, a consciência e move os pés que saem para evangelizar e discipular.
  • O diálogo com Jesus faz com que o coração fique em chama, abrindo os nossos olhos, mostrando o caminho a ser seguido. Essa experiência é que precisamos vivenciar em nossas vidas: a oração que arde, olhos que veem! Desta forma, aprendemos a cada dia a enxergar devidamente o nosso Mestre, Jesus.

O fogo que arde no seu coração é um presente de Deus. Atice-o para o seu próprio deleite. Assopre-o para seu crescimento. Avive-o para ser renovado. Alimente-o para que não apague. O resultado você verá.

Por pastor Rebouças

 

 

Deixe seu comentário