Mensagens

  3ª. Mensagem da CEC / dezembro de 2020 O valor dado a missão, Atos 20.24  

Mens_CEC3_dez_20_Pdf (228 downloads) Mens_CEC3_dez_20_WhatsApp (144 downloads)
Paulo jamais considerou sua vida preciosa para si mesmo. Ao contrário, ele achava maior valor em vive-la em favor da salvação de outros. Ele não a tinha por preciosa, pois havia encontrado algo infinitamente melhor. Por isso, ele renunciou a todo conforto por causa do Evangelho da Graça de Deus. Passou de perseguidor a perseguido, sofreu atentado de morte; com Silas, foi preso e açoitado com varas. Mesmo assim, não perdeu a oportunidade de falar da bênção do Evangelho. Entrou nas casas e pregou; pregou na Sinagoga, pregou no Areópago para pagãos. Nos encontros sociais, ele pregou. Na prisão, em cadeias, pregou a Palavra. Em nenhum momento da sua vida ele deixou de pregar o Evangelho da Graça.

1.     Paulo encontrava todo o sentido da sua vida em Cristo. Ele disse: “eu me fiz de tudo para com todos para ganhar alguns”. O que você tem feito para salvar alguns?
2.     Paulo não guardou a sua vida para si. Ele a devolveu a Deus para ser usada para a glória de Jesus Cristo.
3.     Paulo vivia Cristo andando pelas ruas, em sua casa, nas viagens, nas igrejas que plantava e retornava para ensinar, na prisão…
4.     Paulo foi salvo e escolhido para levar o nome de Jesus aos gentios (eu e você), e aos reis, e os filhos de Israel (Atos 9.15) e jamais se desviou do seu chamado.
5.     O que Paulo mais queria é que as pessoas conhecessem a Cristo e experimentassem a salvação.

Talvez você pense que Paulo viveu de pregar. Porém, ele foi um trabalhador como você. Ele fazia tendas, trabalhava para ter o seu sustento e não ser pesado às igrejas.
Será que nós podemos dizer o mesmo e com a mesma convicção de Paulo? Ele disse: “Não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus”.

O Evangelho são as boas novas de Deus. Quem não gosta de receber boas novas, boas notícias? Você tem levado as boas notícias de salvação aos perdidos, com paixão e entusiasmo contagiante? Ou as tem guardado como um segredo para você?

Deixe seu comentário