Mensagens

3ª. Mensagem da CEC / Março de 2018 O poder da oração, Tg 5.17,18

Mensagem_CEC3_mar_18 (62 downloads) Mens_CEC3_mar_18_WhatsApp (52 downloads)

Ao se deparar com alguns relatos bíblicos, como a história do profeta Elias, o que vem à mente de muitos é que esses acontecimentos estão ligados à época em que aconteceram, ao passado desses homens, que se diferenciaram-se dos outros. Mas será que isso é verdade? Será que Deus não faz as mesmas coisas ou maiores, através de nós? O que você diz sobre isso?

O que havia de tão extraordinário em Elias?

  1. Tiago afirma que Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos (Tiago 5.17, 18).
  2. Ele cooperou com o Senhor para que sua vontade fosse estabelecida na terra. O Senhor tinha dito a Elias: vou mandar chuva (1 Reis 18.1). Ele subiu ao monte Carmelo e começou a orar para que a chuva viesse.
  3. Assim como nós, teve sua fé provada. Elias perseverou e por seis vezes orou fervorosamente e, no entanto, não houve indício de que sua súplica fosse atendida, mas com fé vigorosa insistiu em seu rogo perante o trono da graça. Se ele tivesse, na sexta vez, desistido em desânimo, sua súplica não teria sido atendida.

O que há de tão extraordinário em você?

  1. Sua oração tem o mesmo poder da oração de Elias, porque Deus é o mesmo Deus. Na última vez que Elias orou, apareceu uma nuvem pequenininha, do tamanho da mão de um homem. Daquela pequena nuvem, caiu uma grande chuva! Talvez você considere que sua oração seja pequena, mas sua oração tem poder. Através dela Deus pode fazer coisas muito grandes. Pensem em algo muito grande. Sabe porque suas orações têm o mesmo poder da oração de Elias.
  2. Através da oração somos colocados na disposição interior em que Deus pode nos abençoar, e através de nós a outros.
  3. Deus declarou justo a nós que recebemos a Cristo como Salvador e Senhor, baseado na justiça de Cristo sendo debitada às contas daqueles que O recebem.  Por isso, sua oração pode muito em seus efeitos.

Ao longo da história da Igreja, muitos desfrutaram dos milagres e do agir de Deus. E esse não foi um privilégio apenas dos antigos, mas é nosso também. No entanto, não é possível desfrutar de tudo o que Deus pode fazer, se não houver oração. Será que não perdemos esta sensibilidade com o passar do tempo? Com a escassez do nosso tempo a sós com Deus? Somos muitos, mas produzimos muito pouco, em virtude de não investirmos nesse incessante diálogo com o céu, nem no poder da oração. O poder da oração é infinito. Não se pode dizer até onde ele é capaz de ir. Então, quanto mais íntimos de Deus e mais sensíveis à sua voz nos tornamos, maior será o nosso alcance. Só depende de nós.

·       Março, abril e maio – Estratégia de Conquista da pessoa do nosso relacionamento, OIKOS

·       Congresso de Células – Auditório Canaã

o   23 de março – Diretores e Professores da Escola de Líderes.

o   24 de março – Todos

INSCRIÇÕES ABERTAS

Na Ceadam e Congregações

 

 

2 comentários

Deixe seu comentário