Mensagens

3ª. Mensagem da CEC/junho de 2019 A Vida é Eterna

Mens_CEC3_jun_19 (450 downloads) Mens_CEC3_jun_19 (294 downloads)

Se cada um de nós fosse ouvido sobre a vida, todos teriam a mesma vontade de não precisar passar pela morte, almejando a vida para sempre. O mais intrigante é que uma parte considerável da humanidade não percebe que a vida já é eterna, seja no céu ou no inferno, e a morte física é apenas o veículo que nos conduz à eternidade ou ao Grande Dia, no qual Cristo arrebatará Sua Igreja de uma única vez. A falta de compreensão da morte e da eternidade do homem tem feito pessoas buscarem estender a vida ao máximo aqui na terra. Há  pessoas que sabem que o céu é bom, mas afirmam que preferem continuar aqui!

O texto nos trás verdades que precisamos conhecer e colocar em prática:

I.     Jesus é o antídoto para as emoções confusas (João 14.1-6).
1.   Os discípulos ficaram preocupados com as afirmações de Jesus: a) Sua hora de passar deste mundo para o Pai era chegada (13.1); b) Para onde Ele ia, eles não podiam ir (13.33,36). Eles tinham deixado tudo para segui-lo e não compreendiam os acontecimentos futuros e a eternidade. Devido a isso, seus corações estavam tomados de emoções confusas, pois sem Jesus não havia boas perspectivas na vida.
2.   Jesus declara que a fé é o antídoto para o medo, para emoções confusas, para um coração turbado: “Crede em Deus, crede também em mim”.  Quando amamos a Deus e cremos em seu poder, não haverá lugar para o medo e emoções confusas em nossa vida (João 14.1).
O que seria de nóssem Jesus?

II.    Recebemos a vida eterna pela graça de Deus, mediante a fé (João 14.1-3).
1.   O amor do Senhor para conosco, o leva não somente a cuidar das nossas feridas, mas também a garantir que nossa eternidade seja no Céu ao seu lado (João 14.3).
2.   Como servos de Deus, recebemos a vida eterna, não por merecimento, mas por sua graça e, assim, temos a nossa maior esperança no próprio Jesus (Efésios 2. 8-9).

III.  Jesus é o caminho, a verdade e a vida (João 14.6).
Só Jesus é o caminho que nos conduz a uma eternidade de paz. A nossa fé deve estar no Senhor pois, por mais que vivamos até a velhice, a vida terrena passa muito rápida e com muitas batalhas. (Tiago 4.14; Salmos 144.4). Vivemos a vida sabendo que a eternidade nos espera? Ou vivemos como se nada mais existisse? A vida é eterna e é você quem escolhe o destino: Céu ou Inferno.

Deixe seu comentário