Mensagens

4ª Mensagem CEC / junho de 2017 Escolhendo a boa parte, Lucas 10.38-42

Mens_CEC4_jun_17.pdf (486 downloads) Mens_CEC4_jun_17.png (233 downloads)

Marta e Maria receberam em sua casa o Homem a cuja palavra as tempestades obedeciam; que olhava para os mares agitados, e eles se aquietavam; dava ordem à lepra, e ela desaparecia; tocava nos ouvidos de um surdo ou nos olhos do cego e estes ficavam curados, fazia os coxos andarem, aquele que fazia a multidão parar para ouvi-lo etc.

Maria não perdeu a oportunidade de ter tão ilustre presença e sentou aos seus pés. Ela sabia que naquele momento o serviço era coisa secundária. Ela não podia perder a oportunidade de prestar adoração ao Mestre e receber dele os ensinamentos. “Maria, pois, escolheu a boa parte…” (Lc 10.42). Marta, porém, definiu outras prioridades que não eram as prioridades do Mestre mas, da sua própria maneira de pensar, da sua tradição, da sua cultura. Ela quis iniciar logo o trabalho, sem ouvir primeiro a Jesus.

IMAGINE QUE EM VEZ DA CASA DE MARTA E MARIA FOSSE A SUA CASA. QUAL SERIA SUA PREOCUPAÇÃO PRINCIPAL? O QUE VOCÊ FARIA PARA JESUS SE SENTIR BEM?

Que lições podemos tirar para nossa vida?

  1. Se queremos ser crentes eficientes, primeiro temos de estar com Jesus, ouvir os seus ensinos, receber as suas instruções.
  2. Às vezes, agimos como Marta, quando trocamos o momento de aprender mais do Senhor na célula, no culto, na Escola de Líderes e Dominical; ou ficamos preocupados com situações externas, ou tratamos de outro assunto com alguém do nosso lado; quando não conseguimos nos desligar do celular, do WhatsApp, do Facebook, com a justificativa de postar o que está acontecendo.

PRECISAMOS ENTENDER QUE A MENSAGEM NOS É DADA NO MOMENTO QUE DEUS QUER NOS FALAR

  1. O tempo que passamos com Jesus é sempre muito bem empregado. Preci­samos organizar a vida de tal forma que aprender de Cristo seja o mais importante para nós. Precisamos saber viver como Maria no mundo de Marta.

Desafie sua célula a valorizar esses momentos de ensino da Palavra de Deus.

Deixe seu comentário