Mensagens

  4ª. Mensagem da CEC / junho de 2020 Fortalecendo a família, Salmos 103.17-18

Mens_CEC4_jun_20_Pdf (100 downloads) Mens_Cec4_jun_20_WhatsApp (70 downloads)

Vários testemunhos pessoais nos mostram que os lares cristãos que vivem de acordo com o plano de Deus são Seus agentes eficazes ao avanço de Sua obra. Ou seja, investir na família é uma ação que redundará em rendimento elevado por causa do bom exemplo da família, que alcança aqueles que nos observam; e do crescimento e consolidação espiritual dos filhos, que contribui para alcançar a geração vindoura.

Através da proximidade com Deus, muitas coisas podem ser feitas para que possamos trabalhar nossa família a fim de atingir os propósitos acima. Algumas delas:
1.     Realize semanalmente uma célula familiar, onde possam juntos orar, adorar, meditar na Palavra de Deus, testemunhar, se atualizar com o que está acontecendo na vida de cada um, planejar a semana, fazerem juntos algum passatempo divertido. Isso ajudará a ficarem mais próximos um do outro.
2.     Ser modelo para a família. Muitos de nós não viveram um modelo ideal de uma família cristã; então, como podemos aprender? O único modelo verdadeiro e seguro é a Palavra de Deus (é a forma escolhida por Deus para transmitir Sua vontade e fortalecer nossas famílias).
a.     Nela vamos encontrar relatos de famílias que não conseguiram ser um bom modelo: Jacó tinha um filho predileto que causou ciúmes nos demais, o que os levou a venderem José; Ló fez uma escolha errada ao ver apenas o resultado financeiro e por isso prejudicou sua família; o sacerdote Eli fracassou como pai ao aceitar os pecados dos filhos etc.
b.     Famílias que, mesmo em meio às lutas, buscaram o apoio divino para vencer os obstáculos da vida: Enoque, que andou com Deus, influenciou seu filho Matusalém, e ele a Noé, que foi utilizado por Deus para construir a arca (Gn 5.21-29); os pais de Moisés, que tiveram fé e o esconderam (Hb 11.23-40) etc.
3.     Fazendo uma avaliação pessoal sobre em que ou como você mesmo pode fortalecer a família, ao invés de esperar que os outros façam ou mudem primeiro, ou ao invés de olhar para os defeitos dos outros e se esquecer dos seus (Lucas 6.42).
4.     Sentar-se à mesa juntos sempre que possível. Jantares em família podem ser alguns dos momentos onde as melhores conversas podem surgir.

A sociedade não é mais forte do que nossas famílias e a vitalidade das nossas famílias depende de como nos relacionamos com os familiares e com Deus.

 

Deixe seu comentário