Mensagens

4ª. Mensagem da CEC/junho de 2019 Você Conhece o Consolador?

Mens_CEC4_jun_19 (392 downloads) Mens_CEC4_jun_19 (273 downloads)
Geralmente se constrói um entendimento equivocado sobre o Espírito Santo. Na cultura brasileira sempre o ordenamos como a terceira pessoa da Trindade, em uma ordem decrescente. Mas, em se tratando de Deus, devemos compreender que o Espírito Santo é uma pessoa divina equivalente ao Pai e ao Filho em poder e importância na composição da Trindade Sagrada.

I) Deus não deixa os salvos sozinhos (João 16.5-11)
Jesus mantém o diálogo sobre seu retorno ao Céu, anunciando que enviará o Consolador, aquele que caminharia lado a lado conosco. O Senhor promete que esse Consolador, o Espírito Santo, ficará conosco na Terra até o fim dos tempos. Ele não é maior ou menor, pois quando Jesus diz que enviará outro Consolador, está afirmando que será alguém com a mesma proporção de poder e autoridade (João 14.16).

II) Um cuidado especial do Espírito Santo (João 16.13)
O Espírito Santo pode interagir conosco mesmo sabendo de nossas limitações e fraquezas como seres humanos. Temos, através do Espírito Santo, o mesmo amor de Jesus, que não nos condena, mas que nos fortalece para sermos libertos do mal. Podemos experimentar algo tão extraordinário, que até se não conseguimos orar, o Espírito intercede por nós (Romanos 8.26-27).

III) O Espírito Santo é o nosso Guia (Romanos 8.14)
Como filhos de Deus, podemos ser guiados pelo Espírito Santo. Motivamos você a desenvolver o seu relacionamento pessoal com o Espírito (1Coríntios 6.19). Perceba a presença do Santo Espírito dentro de você tanto quanto ao seu lado na jornada da vida.

IV) Os que confessam Cristo como Salvador e Senhor recebem o Espírito Santo
Enquanto estamos em Cristo, o Espírito Santo está em nós. Toda e qualquer dúvida colocada pelo inimigo deve ser removida por essa certeza. “O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês” (João 14.17)

Deixe seu comentário