Mensagens

5ª. Mensagem da CEC / dezembro de 2020

Mens_CEC4_dez_20_Pdf (12 downloads) Mens_CEC4_dez_20_WhatsApp (28 downloads)
Atos 4.13 “Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que eles haviam estado com Jesus”.

Para aprofundar a nossa reflexão sobre o texto, precisamos responder algumas perguntas:
1ª. As pessoas ao nosso redor reconhecem que estamos com Jesus?
2ª. Como somos reconhecidos pelas pessoas à nossa volta? Como discípulos de Jesus, como pessoas meramente religiosas ou mesmo como alguém não religioso?

1- Intrepidez indica a qualidade derivada de uma fé verdadeira. Ela se manifesta concretamente em coragem, firmeza, ousadia, desassombro e destemor.

2 – A intrepidez é a marca de quem anda com Jesus. Os apóstolos tinham marcas notórias de que estiveram com Jesus Cristo, e os homens perceberam isso facilmente (Atos 4.13).

3 – A intrepidez é a marca dos que tornam conhecido o Evangelho do Reino.  Isso aconteceu com os apóstolos: “Todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a Palavra de Deus” (At 4.31; 9.27, 28; 13.46; 14.3; 18.26; 19.8; e 28.30, 31). Só com muita ousadia é possível anunciar a Palavra de Deus, pregar a um mundo incrédulo, corrompido, desinteressado, cego e zombador.

4 – A intrepidez deve ser um pedido em nossas orações. O apóstolo Paulo pediu aos irmãos que orassem também por ele, para que lhe fosse dado o poder da palavra, no abrir da sua boca, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do evangelho.

5 – A intrepidez é um requisito para falarmos com Deus de forma natural. Para entrarmos na presença de Deus, no Santo dos Santos, como diz as Escrituras, (Hb 10.19), certos de que o Senhor nos recebe e nos atende em Cristo.

É na presença de Deus que conseguimos essa intrepidez para obedecê-lo, fazer a Sua Obra e testemunhar do seu amor. Assim como Paulo, precisamos buscá-la, a fim de que as pessoas vejam, em nossa ousadia, que nós andamos com Jesus.  “Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus” (Atos 4.31).

Deixe seu comentário