Mensagens

4ª. Mensagem da CEC / agosto 2018 Fazer discípulos é mais que uma obrigação é uma ordem, Mateus 28.18-20

Mens_CEC4_ago_18 (326 downloads) CEC4_ago_18 (253 downloads)

A chamada de Jesus ao discipulado compreendia duas etapas. Na primeira, foram chamados a se tornarem pescadores de homens, a aprenderem as palavras, os atos e o estilo de vida de Jesus com a finalidade de ensinar outros. Na segunda, foram enviados, como nós também, para produzir discípulos da mesma forma que Ele fez. É nosso dever cumprir a ordem que   Jesus nos deixou: “Ide…”

I – FAZEI DISCÍPULOS QUE SEJAM FIÉIS

  • A fidelidade independe de condições, relacionamentos e sentimentos. A fidelidade de um discípulo está ligada, de forma inseparável, à fidelidade que o seu discipulador tem com Deus.
  • A infidelidade começa quando o homem não consegue ser fiel a Deus. Como consequência vem a infidelidade nos casamentos, nos contratos, nos negócios, nas promessas, no discipulado, na célula, na igreja etc.
  • Só se torna um verdadeiro discípulo de Jesus aquele que é fiel. Aí está nosso compromisso de ensinar e ajudar a outros a serem discípulos igualmente fiéis!

II – FAZER DISCÍPULOS QUE SEJAM AMIGOS

  • O amigo é uma pessoa com quem podemos contar, que nos ajuda, nos adverte, nos consola. O plano de Jesus é fazer de seus discípulos seus amigos (João 15.13-15). Ele é o melhor e mais leal, o amigo que jamais nos abandona.
  • Esse também é nosso plano. Queremos que os nossos discípulos sejam nossos amigos. Queremos que as nossas células sejam verdadeiros encontros de amigos.

III – FAZER DISCÍPULOS QUE SE MULTIPLIQUEM

  • Jesus disse: Fazei discípulos! Não se trata de uma sugestão, é uma ordem!
  • Jesus quer que nos multipliquemos. Se você já é um discípulo de Jesus, tem a missão de fazer discípulos para Jesus (João 15.1-8). Se você não cumpre essa missão, pode dizer que é fiel?

Convidamos você agora a se tornar um discípulo de Jesus. Todo discípulo de Jesus, segue seus ensinamentos, se multiplica, e tem a companhia e a presença de Jesus em sua vida. Talvez o erro fundamental cometido por muitos cristãos seja fazer distinção entre receber a salvação e tornar-se discípulo e discipulador. Colocam as duas coisas em níveis diferentes de maturidade cristã, presumindo que é aceitável ser salvo sem assumir compromisso com as exigências mais radicais de Jesus (Mt 10.38).

Você já é um discípulo de Jesus? Você tem feito discípulos para Jesus? Decida agora ser um fiel e verdadeiro discípulo do nosso Mestre!

Deixe seu comentário